Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Palavras de Areia

Partilha de sentires, emoções, aferições, estados de alma e coisas banais. Pequenas histórias de ontem, de hoje e que se sonham para o amanhã.

Palavras de Areia

Partilha de sentires, emoções, aferições, estados de alma e coisas banais. Pequenas histórias de ontem, de hoje e que se sonham para o amanhã.

Descomplicadamente mãe

Ser mãe é aquilo que eu quero ser e não aquilo que quero ter. Acima de tudo há que desejá-lo e de preferência com muita força. Aí, o instinto e o afecto funcionam com sucesso e são os nossos melhores orientadores, os guardiões dos melhores cuidados maternos.
Sou mãe de 3 fantásticos seres humanos. E cada um deles é especial na sua diferença e individualidade. Nasceram em circunstâncias diferentes, em idades diferentes, em momentos específicos da vida, os quais nunca se repetem.
Em cada idade, em cada momento em que fui brindada por este fenómeno mágico, fui sempre a melhor mãe possível, pois vivo cada momento com o coração e não com a obrigação. Mas com cada um deles foi diferente. Ser mãe aos 25, é diferente de o ser aos 31 e depois aos 37. O amor que nos invade, embate com a mesma força e dimensão, mas cada momento é especial, cada filho, cada necessidade, cada colo, cada choro, cada "Mãe!" que se ouve. E aí é instintivo, é o nosso amor que desliza como um rio no seu leito, moldado àquele instante que será irrepetível. Não há muito que pensar, é agir, é abraçar, é acarinhar, é ralhar, é alimentar, é escutar, é ficar... Não há porquê complicar.
Desde sempre que me lembro da vontade de ser mãe. E sempre que engravidei, os alertas dispararam na minha direcção. Aos 25, porque era nova demais, aos 31 porque eram dois e iria ser difícil, e aos 37 fui apelidada de corajosa... O alpinista que sobe ao topo da montanha fá-lo porque é o seu sonho, a sua vontade, e é focado nesse apelo que inicia a sua viagem e não focado nas dificuldades. Também lhe dirão que é muito complicado, que é arriscado, que correrá perigo, que não deveria ir tão longe, mas não é nessas deixas que ele se foca, é no seu querer viver aquele momento por si e não pelos e para os outros e o que estes possam achar. E se não fosse difícil que lições de vida, de crescimento e principalmente, de amor, nos traria? 

2017-05-06 23.37.32.jpg