Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Palavras de Areia

Partilha de sentires, emoções, aferições, estados de alma e coisas banais. Pequenas histórias de ontem, de hoje e que se sonham para o amanhã.

Palavras de Areia

Partilha de sentires, emoções, aferições, estados de alma e coisas banais. Pequenas histórias de ontem, de hoje e que se sonham para o amanhã.

Procura-se...

Querias que o tempo abrandasse, que te deixasse viver, saboreando as horas, as conversas, os sorrisos, os abraços. Que devagarinho sobrevoasse a tua cabeça, como que uma brisa morna de verão...fins de tarde infinitos, noites longas, manhãs de sol e preguiça.

Procura-se aquele que nos rouba os dias, que nos apaga as noites. Que nos afasta dos amigos, da família, e nos traz os chatos, os melgas, os intriguistas, os outros, para passarem mais tempo connosco.

Em 100 anos, que os vivas, quantos passas nas nuvens, no colo, no riso, na paz, na loucura? 

Que insensíveis, mal amados, despidos de sentir e de saudade, decidiram que seria assim?

Não queiras...faz-te de louco, de irresponsável, de incumpridor, de sonhador, e voa para as nuvens, enrosca-te no colo, ri até chorares, perde-te no silêncio dos teus pensamentos, mergulha nas vontades, nos impetos e vive-te a ti e por ti.

 

nuvens.jpg