Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Palavras de Areia ®

Partilha de sentires, emoções, aferições, estados de alma e coisas banais. Pequenas histórias de ontem, de hoje e que se sonham para o amanhã. Poemas meus e desabafos de amor e de vida.

Palavras de Areia ®

Partilha de sentires, emoções, aferições, estados de alma e coisas banais. Pequenas histórias de ontem, de hoje e que se sonham para o amanhã. Poemas meus e desabafos de amor e de vida.

14.10.20

À escritora que há em mim...

Dia Mundial do Escritor

Maresia
E como disse Saramago "Somos todos escritores, só que alguns escrevem e outros não." Eu escrevo...é a forma, quase mágica, de me encontrar e de deliciosamente me perder, de me dar aos outros... de me criar e recriar...de voar... Para mim, uma das maiores invenções do Homem... Escrever é dotar a História e as histórias de imortalidade, é partilhar saberes e dons, é dar vida às ideias e aos sonhos, é exorcizar a alma e o coração... É ter o poder das pausas e da pontuação, (...)
10.10.20

Saudavelmente felizes

Dia Internacional da Saúde Mental

Maresia
Neste Dia Internacional da Saúde Mental, que seja dia de relembrar que forte é aquele que tem a coragem de pedir SOCORRO, de saber que haverá alguém neste imenso mundo que nos dará a mão, que o tempo não pára e com ele arrasta o bom e o mau, que nos devemos rodear de quem e do que nos faz bem, de que a CURA está no nosso ACREDITAR, no SORRISO que nos espera se deixarmos a SERENIDADE e a LUZ entrar em nós. Não nos fechemos em nós próprios, não cruzemos os braços, não nos (...)
02.10.20

Dia Mundial do Sorriso

Maresia
Que a vida me petrifique no sorriso... Porque no sorriso guardamos segredos e cumplicidades, aliviamos o peito de pesos, iluminamos o escuro e ao sorrir estamos a dizer à alma que vale a pena acreditar! Uma vida repleta de sorrisos e risos que façam vibrar o vosso corpo e espírito! Sorriam, sempre! ❤😊❤
01.10.20

Amor de Avô

Dia Internacional dos Idosos

Maresia
Olhos verdadeiros os teus, avô! O teu Amor transparecia sempre... No sorriso, No beijo, No colo, Até no ralhete... O teu Amor era doce, Avô! Os melhores lanches, Os melhores segredos, Os melhores passeios, Até nos dias de chuva... O meu rosto brilhava... Brilhava e brilha. Se há alguém no mundo que nos queira, Tu, tu e o teu coração de ouro! Amaram-me por inteiro!  
01.10.20

Musicalmente felizes...

Dia Mundial da Música

Maresia
A Música faz-nos vibrar, sentir, viajar, sorrir, chorar. É uma onda gigante que nos eleva nas suas notas, nas suas letras, e nela desligamos do mundo, encontramos companhia, revivemos memórias, recriamos momentos...basta fazer a escolha certa, para nos sintonizarmos connosco e se escolhemos rodopiar ou relaxar...faz-nos bater o pé e o coração...viva a Música! Que cada um de nós se envolva numa aconchegante banda sonora da Vida, que a Música e todas as sonoridades fantásticas com (...)
28.09.20

Parabéns!

Declaração de amor 💙

Maresia
Há 16 anos, realizei um sonho, o de ser mãe, de um príncipe. E assim foi... sou imensamente grata pelo ser humano fantástico que és e pela sorte que tenho de te ter na minha vida. És lindo, divertido, inteligente e o teu coração de ouro! És o meu filho, o primeiro, o meu amigo gigante e eu amo-te muito!!!! Há 16 anos... Já te sentia, no corpo e no coração. No coração apertado e agitado. Agitado com a tua chegada. Chegada desejada, de te ter no colo. No colo onde te prendi (...)
27.09.20

Quem sou eu

Poema de Francisco Vaz

Maresia
Nasci, Fui criança! Cresci, Sou adulto Cheio de esperança. Sou mistura... Mistura variada! Sou qualquer coisa, Qualquer coisa parecida Com um pouco de nada. Sou matéria... Pertenço à Natureza! Sou ilusão vivendo na incerteza, Se vim do Nada, Sou nada com certeza! Francisco Vaz  Neste domingo de sol e ventoso de esperança, partilho convosco um poema de um Amigo, Francisco Vaz, "Quem sou eu", a quem peço, desde já, desculpa pela ousadia, mas a quem agradeço desta forma as (...)
24.09.20

Como é difícil dizer adeus…

Maresia
Como é difícil dizer adeus, quando gritamos no nosso silêncio que queremos ficar. Como é difícil aceitar que, neste mar, navegarás sozinho ou não sairás do lugar, como numa espera interminável que não te levará a lado nenhum. É preciso coragem e determinação para encetar viagens, descobertas, sonhos… Ah! Como é preciso, para que haja vida em nós e sangue a correr nas veias, levantar e passar das palavras aos atos! Mas há sempre um espírito guerreiro em nós, como quem (...)
21.09.20

Fim.

Maresia
Estou de saída... Virando a página, Esmiuçando as últimas linhas do capítulo... É o fim. Fecho o livro. Aperto-o contra o peito, Despeço-me desta história... Arrumo-a com o cuidado que merece. Por uns tempos, ainda baterá em mim, Depois...os tempos irão varrê-la... E guardá-la-ei na prateleira Saudade.  
18.09.20

...

Maresia
Mar, céu e infinito sentir. Quadro de beleza efémera. Os vazios, inunda de alma, Cansaços e percalços, voam. E nos faz crer que amanhã, Só para estes instantes, Só para reencontrar este mundo, Vale a pena voltar.  
16.09.20

Heróis de máscara

Regresso às aulas

Maresia
Este ano, o regresso à escola e o passar dos portões terá de ser de entusiasmo contido e os abraços terão de ser substituídos por entradas ordeiras, filas indianas e esperas cronometradas, para prevenir que o vírus encontre portas de fuga e impeça que o novo ano letivo leve a melhor. Mas também este ano, temos heróis mascarados que darão o seu melhor para o salvar e impedir que as suas mochilas de livros, cumplicidades, amizades e aprendizagens regressem a casa e ao confinamento. (...)
15.09.20

...

Maresia
A natureza tem altares divinos... Neles me encanta e eleva aos céus, Só neles respiro a imensidão de mundo. E quando a noite chega para me receber E nela me deixo cair, em liberdade, De braços abertos, em queda livre, Desejo um voo infinito...imenso... Que me leve...  
10.09.20

...

Maresia
Quando me iluminaste, Ao nascer do dia, No horizonte, na aurora, Despontaram em mim os sonhos Que escondera no escuro, adormecida... E foi de rara beleza, O nosso reencontro... De almas. Agora, que findam as horas, Ao despedir do dia, O sol e o horizonte, Brindam com encanto e espanto O lusco fusco da partida... E é uma tela inesquecível, O nosso adeus... De corações.