Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Palavras de Areia

Partilha de sentires, emoções, aferições, estados de alma e coisas banais. Pequenas histórias de ontem, de hoje e que se sonham para o amanhã.

Palavras de Areia

Partilha de sentires, emoções, aferições, estados de alma e coisas banais. Pequenas histórias de ontem, de hoje e que se sonham para o amanhã.

14.08.19

...

Maresia
No mar salgo a alma, Travo que me beija a boca, Me respira na pele, Me lava impura, me quebra. Na areia descanso, Corpo e pensamentos desnudos. Deixo a brisa levar uns tantos. Inspiro o alento e a paz. Fito o céu de infinito azul, Ofusca-me o sol, Deixo que me aqueça os poros, Me derreta o tino, E me deixe primitiva, estar.      
12.08.19

Greve a que tanto obrigas... a quem?

Maresia
Greve a que tanto obrigas a tua Entidade Patronal? Ah! Não! A que tanto obrigas o povo, os portugueses. Bem, e as gasolineiras, à semelhança de abril, têm um encaixe financeiro generoso... E ordenados à parte, porque tantos são os portugueses com ordenados precários, salários mínimos e sem ajudas de custo à parte... Quantas horas extra não fazemos todos??? Quantos de nós não fazemos e fizemos horários rotativos e fins de semana sem receber por isenção de horário de trabalho???
26.07.19

40 anos depois

Maresia
Se me visses agora, Olhos nos olhos, Se me sorrisses, Certamente, correrias para os meus braços. Que saudades eu tenho de ti! E daqueles que então podias beijar. Não segui a estrada dos teus sonhos, Afinal, nem sempre encontrei campos verdejantes, nem pude visitar todos os castelos. Deixei-me encantar pelas quedas de água, pelas arribas, corri a olhar o nosso céu estrelado... E caí, caí muitas vezes. Levantei-me outras tantas. Os nossos longos dias foram-se (...)
24.07.19

Trago-vos em mim

Maresia
Guardadas em mim fechadas. Flores secas nas páginas de um livro. Perco-vos, a cor e o foco. Rostos esbatidos. Sinto-vos no sorriso e no peito. Fechadas em mim perdidas. A vossa última morada de uma vida. Comigo irão, para as estrelas. Eternas no vazio. Escrevo-vos nas entrelinhas, em mim. Perdidas em mim vividas. Tijolos e argamassa do meu pulso e pensamento. Sem vós, incompleta. Páginas em branco. Puxo-vos da alma para a ponta das letras.  
18.07.19

3 anos de ternura

Maresia
Há 3 anos nascia a minha terceira criatura mágica. E aos 37 anos, 12 anos depois de ser mãe pela primeira vez, 5 anos depois da segunda, vieste tu... Amei-te, mais uma vez, como aos teus irmãos, incondicionalmente. 💛 (Pode o mundo girar contra mim, que por me ter sido permitido ser vossa mãe, serei sempre uma priveligiada.) És um amor, uma reguilice de sorrisos. O ser dançante cá de casa, um tagarela de conversinhas maravilhosas, um mandão minorca, que não se deixa intimidar (...)
11.07.19

...

Maresia
Em ti, perco o tempo. Perco a razão e o coração, No teu imenso verde, Na tua areia e mar azul. Embrenho-me em ti. Desfaço-me na tua paisagem. Respiro fundo cada vez que te fito. Ao alto, a serra com seus nobres e mouros, Ao fundo, os teus penhascos altivos para o infinito azul. As tuas praias desenhadas com sopro de paz. E desejo ser a folha, a pedra, o grão de areia.  
24.06.19

Ser verão

Maresia
O verão chegou, meio disfarçado, de chapéu e casaquinho, mais esbatido e sombrio. Poder-se-ia dizer que é da idade, que já não tem o espírito soalheiro de outros tempos, que já lá vai o tempo em que se aguentava na rua dias inteiros. Porventura, não será culpa sua, será nossa... Mas com ele continuam a vir os dias mais longos, tic-tacs demorados das tardes quentes, das férias. As crianças brincam na rua, controem castelos de areia, os crescidos correm para as esplanadas, é (...)
01.06.19

Sê(r) Criança

Maresia
Sou riso, brilho e energia, Quero ser feliz! Se choro, amuo e sossego, Há algo de errado em mim... O meu mundo mora na imaginação, Os meus dias são feitos de sonho, E tudo o que aprendo conquisto, De capa e espada ou foguetão, Ou com varinha de condão. Sou gritos e brincadeiras, Como quero ser feliz! Se me calo e entristeço, O que se passa em mim? O meu coração é colorido, Pintei-o com lápis de côr, As fadas encheram-me de beijos, Os heróis deram-me alento, E a magia (...)