Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Palavras de Areia

Partilha de sentires, emoções, aferições, estados de alma e coisas banais. Pequenas histórias de ontem, de hoje e que se sonham para o amanhã.

Palavras de Areia

Partilha de sentires, emoções, aferições, estados de alma e coisas banais. Pequenas histórias de ontem, de hoje e que se sonham para o amanhã.

24.09.18

(Re)escreve-te!

Maresia
Estás a olhar para onde? Para a loucura que há em mim?Sabes, também caberia em ti.Não gostas do que digo, nem tão pouco do que sou.Então, não me olhes tanto, Não me saibas desta maneira,Não venhas viver aqui.Deixa-te ficar com o que é teu.Vira-me as costas, borrifa-te para o que faço. Não espreites à minha janela, vai ver-te em vidro espelhado.Não me dês tanta importância, Se te causo tanta estranheza. Que desconforto o teu...Sabes, a vida é cheia de tudo e, por vezes, (...)
13.09.18

Regresso à escola (os tesouros para lá do portão)

Maresia
É altura de regressar à escola. Passar o portão e regressar às conversas com os amigos, às salas e ao arrastar das cadeiras, à escuta e à escrita. Ter a mochila como parceira inseparável e sentir o (imenso) peso dos livros e da responsabilidade (pelo menos, assim se espera).E aí vou eu, de sorriso rasgado, look pensado, com o peito cheio de ar e o coração cheio de expectativas. Ai, mãe! Cá vamos de novo! Que aventuras me esperam, que dramas me farão insónia, que decepções (...)
07.09.18

Vitaminas contra as rotinas

Maresia
Há pouco tempo de regresso ao trabalho e as baterias já estão fracas ou então, o motor está com falta de arranque!O truque é tomar vitaminas, daquelas que ingerimos nas férias. A começar por tentar sorrir logo pela manhã e fazê-lo ao longo do dia. Tudo se torna mais leve e colorido. Pessimismo é o caminho perfeito para o desastre e para desaires. E não deixar de fazer coisas que nos são agradáveis. Os passeios na praia, as caminhadas (noturnas, se tiverem de ser), sentar a (...)
01.09.18

Adeus, férias!

Maresia
Fim dos dias sem horas. Dias de cabeça no ar, De pés na areia. De fazer nada, E poder fazer tudo. Fim do ar livre, E da luz natural. Do sol e da esplanada. Do chinelar e do calção. Do bronze e do biquíni. Oh! Férias! Vou chorar!😭😭😭 
30.08.18

Hoje um Super-Miúdo faz anos

Maresia
Parabéns, meu amor!!! (E este ano já és tu que lês...emoção, não é?!)És pura luz e encanto. (Ou seja, és lindo 😍).Obrigada pelos teus abraços maravilhosos, pela tua gargalhada, pela tua faísca. És um reguila maravilhoso, mas agora com uns incríveis 7 anos, tens de ter mais calma e diminuir as cenas de ação. Pensei mesmo em dar-te de presente um kit de primeiros socorros e carteirinhas de chá de camomila. (Verdade!)Estás um crescido e para mostrares que assim é, tens (...)
28.08.18

Parabéns, mana!!!

Maresia
Querias uma mana para brincares, quando todos queriam um rapaz para a família. Gosto de pensar que pediste com "muita força" e que o teu desejo se tornou realidade. E eu cheguei, mas não foi só para brincarmos juntas... fui chata até à última casa. Desculpa, penúltima. Pois quando eu percebia que estava quase na hora hora de acabar a brincadeira, dizia-me farta e tu tinhas de arrumar a "cangalhada" toda (nome engraçado este, com o qual os adultos apelidavam os nossos brinquedos). (...)
27.08.18

(Estou) Fora de Jogo

Maresia
Deixa a bola rolar, O teu clube jogar, O jogo explodir. Mas deixa-me fora disso. Não entendo esse amor, Tão pouco essa fúria. São as faltas, são os frangos, Tanto contestação e paixão. Tanto pulo e frustração. Tanto Sr. Árbitro, o ladrão. Deixa que as águias se depenem, Que os leões rujam, Que os dragões queimem tudo. Mas deixa-me fora disso. Não entendo isso tudo, Tão cheio de nadas. São os melhores, são os piores. Tanta emoção e desilusão. Tanto rescaldo e resumo. Tanta repetição e (des)entendimento.
27.07.18

Feliz aniversário!

Maresia
Hoje é dia de aniversário. O dia em que celebramos a vida, o privilégio de estarmos vivos e de poder sentir tudo.Os anos passam, passamos por tanto, por muito, por pouco. Achamos que haverá sempre o tempo, o tempo do sonho, do mais além, mas ele escorre, ele foge. E as concretizações foram outras, as surpresas foram muitas, os risos foram inesperados, os choros foram marcantes. Mas tudo foi sentir, foi viver.E a despedir-me dos 30, com tantas vidas vividas, que já nem parecem (...)
26.07.18

Avó

Maresia
Tenho uma mãe, chamada Avó. A Fada das minhas histórias. Tem um coração gigante, Uma varinha de bondade, Realiza os meus desejos, Aqueles que peço com força e de olhos bem fechados. Tem uma poção mágica, Que me acalma e adoça, Que é tomada ao seu colo, Com muitos beijos e abraços. Com este Amor de Avó, Sinto-me sempre especial, Sou o Maior do mundo! E mesmo grande e barbudo, Nunca me vou esquecer, Que tenho uma Fada Rosa, A mais linda e bondosa, Para sempre me proteger.