Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Palavras de Areia

Partilha de sentires, emoções, aferições, estados de alma e coisas banais. Pequenas histórias de ontem, de hoje e que se sonham para o amanhã.

Palavras de Areia

Partilha de sentires, emoções, aferições, estados de alma e coisas banais. Pequenas histórias de ontem, de hoje e que se sonham para o amanhã.

24.06.19

Ser verão


Maresia

O verão chegou, meio disfarçado, de chapéu e casaquinho, mais esbatido e sombrio. Poder-se-ia dizer que é da idade, que já não tem o espírito soalheiro de outros tempos, que já lá vai o tempo em que se aguentava na rua dias inteiros. Porventura, não será culpa sua, será nossa...
Mas com ele continuam a vir os dias mais longos, tic-tacs demorados das tardes quentes, das férias. As crianças brincam na rua, controem castelos de areia, os crescidos correm para as esplanadas, é tempo de espairecer, bater o pé na calçada.
Em casa abrimos as janelas, abraçam-se as cortinas. É altura de arejar as casas, de pintar as paredes, limpar as teias e as poeiras. Fazer do ninho uma tela de veraneio, de luz e de côr.
Com o verão ganhamos leveza, sorrimos mais, brilhamos mais. Que seja este o espírito! Que sejamos verão, sol e areia solta!
E se vier uma chuva, um vento mais fresco, que assim seja, a mãe Terra até agradece.

🌝

2019-06-23 18.15.09.jpg

 

01.06.19

Sê(r) Criança


Maresia

Sou riso, brilho e energia,
Quero ser feliz!
Se choro, amuo e sossego,
Há algo de errado em mim...

O meu mundo mora na imaginação,
Os meus dias são feitos de sonho,
E tudo o que aprendo conquisto,
De capa e espada ou foguetão,
Ou com varinha de condão.

Sou gritos e brincadeiras,
Como quero ser feliz!
Se me calo e entristeço,
O que se passa em mim?

O meu coração é colorido,
Pintei-o com lápis de côr,
As fadas encheram-me de beijos,
Os heróis deram-me alento,
E a magia trá-la o sol e o vento.

Sou criança e brinco,
Mereço ser feliz!
Se me fecham e me roubam,
Apagam-se as luzes em mim...

IMG_20190601_102818_911.jpg