Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Palavras de Areia ®

Partilha de sentires, emoções, aferições, estados de alma e coisas banais. Pequenas histórias de ontem, de hoje e que se sonham para o amanhã. Poemas meus e desabafos de amor e de vida.

Palavras de Areia ®

Partilha de sentires, emoções, aferições, estados de alma e coisas banais. Pequenas histórias de ontem, de hoje e que se sonham para o amanhã. Poemas meus e desabafos de amor e de vida.

18.09.20

...

Maresia
Mar, céu e infinito sentir. Quadro de beleza efémera. Os vazios, inunda de alma, Cansaços e percalços, voam. E nos faz crer que amanhã, Só para estes instantes, Só para reencontrar este mundo, Vale a pena voltar.  
03.09.20

No corredor da Morte...

Há a Vida...

Maresia
No corredor da monotonia, Há portas e janelas a descobrir... Que só trancam e destrancam por dentro, de ti. Por umas, podes corajosamente fugir, Que o mundo é vasto, mas de raras oportunidades. Por outras, bem...disfruta um pouco, sorri até... Ampara a tua fraqueza no parapeito, Olha profundamente o lá fora, o distante... E fica seguro de que poderias ir... Só a Morte nos pode parar... E agora, escuta-te, olha de novo, no fundo do teu corredor. Segues em frente, passo a passo até ela... (...)
27.08.20

Histórias de Mulheres, da editora Cordel D'Prata

Mãe, minha & És tu...Mulher

Maresia
Já disponível para venda, no site da editora e na Feira do Livro de Lisboa, a coletânea "Histórias de Mulheres" da editora Cordel D' Prata, na qual estão presentes dois textos especiais. Um escrito por mim para a mulher da minha vida "Mãe, minha" e outro que me foi dedicado "És tu...Mulher". 🌸📖💗 http://www.palavrasdeareia.pt/mae-minha-27624 https://soueu79.blogs.sapo.pt/es-tu-mulher-2256 https://cordeldeprata.pt/livraria/ (...)
23.08.20

Do nada

Um poema meu com voz de gratidão

Maresia
Que na minha imagem e voz esteja retratada a minha gratidão. Um poema meu...do nada... E que do nada, a vida faça valer a pena acreditar! 🙏💛😘 Do nada...a vida te surpreende... O mundo gira, acerta os ponteiros. Ficas sem chão, em queda livre... Acordas para a realidade. Os teus poros transpiram os teus medos, O teu peito acelera as emoções, A tua alma acende-se. É hora de tomar o pulso ao destino... A vida não é feita de enganos... Tudo são lições...abanões. Faz (...)
18.08.20

Ironia

Da meada ao enleio tecem os deuses a minha trama...

Maresia
A vida é feita de encontros e desencontros... de altos e baixos... de alegrias e tristezas... de conquistas e derrotas... e só assim, nos adoça, nos arrepia, nos faz sentir, nos faz dar valor a cada sopro, batida e piscar de olhos. Às vezes, gosto de acreditar na ideia de Mário de Carvalho, na sua fantástica A Inaudita Guerra da Avenida Gago Coutinho, e que os deuses também dormitam e sonolentos deixam enlear os fios da tapeçaria do destino e este emaranhado gera confusões, (...)
09.08.20

...

Maresia
Que os dias felizes sejam mais longos, Que esvoacem teus beijos pelos meus cabelos, Que soem teus risos na brisa que passa, Que me levantem do chão os meus sonhos. Maresia @palavrasdeareia.pt 💛 #maresia #palavrasdeareia #poemasmeus #que #diasfelizes #acreditarsempre  
29.07.20

Brilha

Maresia
Deixa o Sol se pôr... ele volta... Abre os braços à noite, à escuridão das horas. Só nela se vislumbra o mais belo espetáculo de luzes. Na quietude celeste, no silêncio das sombras, As estrelas brilham imensas, a lua se agiganta. Na solitude fria, no ermo do espaço, A tua alma se acende, o teu corpo se manifesta. Abraça-te, revela-te, respira-te. Percorre a tua pele arrepiada, Escuta os teus batimentos, Sente o ar que te enche o peito... E acredita... No escuro, brilham os sonhos, (...)
27.07.20

Sou

41 anos de mim, de pulsar, de sentir, de viver.

Maresia
Sou mais, sou menos, tudo e nada. Sou pedacinhos de doce, estilhaços de vidro. Sou eu, sou outra, do ontem e do agora. Sou a mesma das diferentes vidas que já vivi. Sou queda, sou voo, fraca e forte. Sou renda, sou armadura, mãe e mulher. Sou sol, sou lua, luz e sombra. Sou silêncio, sou riso, paz e festa. Sou menos, sou mais, nada e tudo. Sou sonhos realizados, sentimentos perdidos. Sou soma, sou subtração, ganhei e perdi. Sou o amanhã que desejo feliz e meu. Parabéns à Vida, (...)
25.06.20

Aos Deuses, eu clamo!

Maresia
Aos Deuses, Clamo por força e vida! Que meu corpo seja Templo... Um frontão à paz e ao amor. O meu sangue, paixão. O meu sorriso, gratidão. Os meus olhos, verdade. Que minha alma seja pórtico... Guardiã de luz e energia. Cada coluna, um sentir. Cada capitel, um saber. Cada pedra, uma palavra. Aos Deuses, eu clamo!  
18.06.20

Do nada...

vale viver

Maresia
Do nada...a vida te surpreende... O mundo gira, acerta os ponteiros. Ficas sem chão, em queda livre... Acordas para a realidade. Os teus poros transpiram os teus medos, O teu peito acelera as emoções, A tua alma acende-se. É hora de tomar o pulso ao destino... A vida não é feita de enganos... Tudo são lições...abanões. Faz valer cada dia... cada momento... Acredita, amanhã será uma nova oportunidade. E que, quem sabe, um dia, naquele... Saberás que tudo valeu a pena. Valeu!  
05.06.20

O Meu Caminho

De novo no Caminho de Santiago...pela escrita e com o coração

Maresia
Um dia, descobri o Caminho de Santiago. Espreitei-o, sorri-lhe e guardei-o num cantinho de mim como algo inspirador. Anos mais tarde, redescobri-o ou melhor, ele foi-me espreitando, sussurrando, aqui e ali, e um dia, percebi que era este o desafio, o alento, o sonho mais breve que eu queria, que eu precisava desesperadamente de concretizar. Eu, só eu e o Meu Caminho. E assim, respirei fundo, acrescentei uns quilómetros às minhas caminhadas diárias e em poucas semanas delineei o meu (...)
04.06.20

Ser Mulher

Que brava!

Maresia
Não quero ser Rainha… Nem bela, forte e imponente Princesa, Cercada, murada e segura. A bramir honras, a rezar por boas novas, Votos seculares, guardiões de dignidade. Que brava! Assim, tão sobrevivente a tudo… Afinal… Sobrevive, sempre, quem não sai do lugar. Quero ser Mulher… Quer ser crua, guerreira e poetisa… Livre, pensante e corajosa. A afirmar valores, feitos e conquistas, Valores verdadeiros, panteões de humanidade. Que brava! Assim, vivendo tudo a cada dia… No final… Vive, sempre, quem muda de lugar.
01.06.20

Se me visses agora...

À criança que fui e sou...

Maresia
Se me visses agora, Olhos nos olhos, Se me sorrisses, Certamente, correrias para os meus braços. Que saudades eu tenho de ti! E daqueles que então podias beijar. Não segui a estrada dos teus sonhos, Afinal, nem sempre encontrei campos verdejantes, nem pude visitar todos os castelos. Deixei-me encantar pelas quedas de água, pelas arribas, corri a olhar o nosso céu estrelado... E caí, caí muitas vezes. Levantei-me outras tantas. Os nossos longos dias foram-se encurtando...fugiram-me (...)
21.02.20

Na colisão com as horas

Maresia
Na colisão com as horas, O tempo empurra mágoas, Apazigua saudades. Mas relembra a finitude, A corrida dos dias Apressados, varridos... Empurrões em frente, Que nos apagam chances A cada batida do coração. Do nada, Não te prendas, Senão à tua vontade. Não te enlaces, Senão ao teu amor próprio. Não te iludas, Senão com os teus sonhos. Não te percas. Senão no teu caminho. Respira a vida a cada segundo, Aproveita com amor cada minuto, Sorri e sê grata a todas as horas.