Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Palavras de Areia ®

Partilha de sentires, emoções, aferições, estados de alma e coisas banais. Pequenas histórias de ontem, de hoje e que se sonham para o amanhã. Poemas meus e desabafos de amor e de vida.

Palavras de Areia ®

Partilha de sentires, emoções, aferições, estados de alma e coisas banais. Pequenas histórias de ontem, de hoje e que se sonham para o amanhã. Poemas meus e desabafos de amor e de vida.

15.08.20

Errante e Errada

Errar é o meu verbo


Maresia

Nasci para errar...
Errar pelo mundo...este mundo infinito e imenso...
Imenso demais para me fechar em fronteiras...
Barreiras invisíveis de ilusões e ditames.
Errando com o meu pensamento que me leva tão distante...
Errando com os meus passos,
Percorrendo estradas e estradas ondulantes,
Rasgando os céus nas asas de ferro...
Errando sou feliz, mais completa e capaz.

Nasci para errar...
Errar com o outro...com as leis dos Homens e da Vida...
Vida curta demais para me fechar em mentiras...
Máscaras sufocantes de parecer e perecer.
Errando ao querer ser inteira, verdadeira e amada assim...
Errando querendo que outros sigam meus passos,
Percorram as estradas que me embalam,
Rasguem comigo os céus e o futuro...
Errando sou infeliz, ingrata e impura.

Não há como errar sem errar...
Se errante me quero sentir,
Errada estarei para quem fica.

Nasci para errar...
E errante e errada morrerei...
E só se nasce, só se morre,
Como os que erram por este mundo de terra e de sonhos.

20200815_005140.jpg

 

7 comentários

Comentar post