Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Palavras de Areia ®

Partilha de sentires, emoções, aferições, estados de alma e coisas banais. Pequenas histórias de ontem, de hoje e que se sonham para o amanhã. Poemas meus e desabafos de amor e de vida.

Palavras de Areia ®

Partilha de sentires, emoções, aferições, estados de alma e coisas banais. Pequenas histórias de ontem, de hoje e que se sonham para o amanhã. Poemas meus e desabafos de amor e de vida.

25.07.21

Viver com dom a Vida

Maresia
Viver! Sentir a vida a pulsar em nós! O nosso mundo é um reino encantado, a vida a magia e cabe a cada um de nós procurar a nossa felicidade a cada aurora que nos é dada. Não viva somente de esperança, que ao poente vira desalento, sentado no beiral da vida a ver os dias correrem desatinados, desalinhados dos sonhos, desafinados do bater do coração, ... Saia à rua dos dias, levante a cabeça, abra os olhos e o peito às oportunidades, percorra os caminhos, os mais tortuosos e (...)
01.04.21

A festa

Maresia
Brotaram flores do meu coração, Faíscaram em meus olhos As luzes, as cores, as paixões. Trespassaram-me os encantamentos Das fadas, de mãos em roda, Rodopiando comigo em palco de flores, De folhas, quebrando sonoras, descalças O piso seco magistral do caminho, Que tomara como onírico rumo De festa, de quem vestiu de gala A gratidão de viver os dias, Que a vida oferece sorrindo, servidos Em copo de barro, cravado a pedrinhas, A conchas, a brilhantes d'agua da chuva Pura, (...)
10.03.21

Nas asas

Maresia
O vento trouxera-lhe a mensagem naquele dia. Fora ele que despertara as portadas da janela e estas, sonoras, a despertaram a ela, arrancando-a de um sonho matinal, de um qualquer mundo paralelo de encontros desejados, temidos ou, simplesmente, imprevistos. Rebolou na cama, sorriu e sentou-se. Estremunhada, despenteada, feliz. Hoje, levantar-se-á nua, não só de roupa, mas de ontens. Quando colar os pés no chão frio e real, os seus passos serão os primeiros de novos dias, como uma (...)
31.01.21

Conto d'Amor

As últimas badaladas

Maresia
A igreja anunciava as findas horas da noite. Há 30 anos que assim era. As badaladas a soarem como a voz de uma mãe que anuncia que é tempo de levantar e hora do descanso. Em casa, os seus dias eram ritmados por elas, sem nunca perderem o fio ao tempo ou então, como acontecia nos domingos preguiçosos, despertavam para a demora nos lençóis, quando enroscados um no outro contavam em uníssono silêncio as batidas no ferro, para descobrirem que tardaram no ninho, no amor. Artur e Inês, (...)
26.01.21

Cegueira em flor

Maresia
Frondosa beleza, ofusca meus passos. Ingénua amorosa, saltando ribeiros. Molhados os pés, molhados os olhos. Cegueira florida, dormente no peito. Tremura de frio, de vento, de só. Sonhadora perdida, tomando a paisagem. Quebrada ao cansaço, quebrada ao amor. Cegueira florida, murchando no peito.  
28.09.20

Parabéns!

Declaração de amor 💙

Maresia
Há 16 anos, realizei um sonho, o de ser mãe, de um príncipe. E assim foi... sou imensamente grata pelo ser humano fantástico que és e pela sorte que tenho de te ter na minha vida. És lindo, divertido, inteligente e o teu coração de ouro! És o meu filho, o primeiro, o meu amigo gigante e eu amo-te muito!!!! Há 16 anos... Já te sentia, no corpo e no coração. No coração apertado e agitado. Agitado com a tua chegada. Chegada desejada, de te ter no colo. No colo onde te prendi (...)
19.08.20

Ao meu fotógrafo preferido

Dia mundial da fotografia, a tua...

Maresia
Neste dia mundial da fotografia, impossível não recordar o meu fotógrafo preferido e ficar com o coração apertado. Aqui neste registo, um jovem, já a demonstrar o seu gosto e criatividade para o click fotográfico. Apesar da tua curta estadia neste mundo, graças à magia das tuas máquinas e rolos fotográficos (que saltitavam às centenas lá por casa) deixaste-nos tantos instantes, rostos e lembranças boas impressas em papel, com cheiro a ti e ao nosso mundinho do antigamente. (...)
18.08.20

Ironia

Da meada ao enleio tecem os deuses a minha trama...

Maresia
A vida é feita de encontros e desencontros... de altos e baixos... de alegrias e tristezas... de conquistas e derrotas... e só assim, nos adoça, nos arrepia, nos faz sentir, nos faz dar valor a cada sopro, batida e piscar de olhos. Às vezes, gosto de acreditar na ideia de Mário de Carvalho, na sua fantástica A Inaudita Guerra da Avenida Gago Coutinho, e que os deuses também dormitam e sonolentos deixam enlear os fios da tapeçaria do destino e este emaranhado gera confusões, (...)
16.08.20

Declaração d' Amor de Mãe

Quando vos acolhi nos meus braços e no meu peito para sempre... memórias.

Maresia
Os meus três tesouros...com um mesinho de vida...dias tão mágicos, dos quais recordo como me sentia a cada momento mais apaixonada por aqueles seres humanos tão frágeis, doces e tão meus...tão grata e feliz! O meu coração guarda na memória as horas em que ficava embevecida a olhar-vos, em que vos embalava cantando melodias que criava só para vós e tão nossas. Não mais voltarei a ser mãe, não mais caberão nos meus braços e viajarão balbuciando até ao mundo dos sonhos, de (...)
26.07.20

Obrigado, Avós!

Maresia
Nas rugas dos avós vivem histórias e aventuras, amores e lutas, dias e dias de Vida que vale a pena abraçarmos e escutarmos com o nosso sorriso, o nosso beijo, o nosso carinho, a nossa gratidão. Avós, obrigado por nos terem trazido até aqui. Que estejamos aqui para vós até ao fim. E aos Avós da minha vida, que me trouxeram a mim de mão dada a este mundo nosso, aos que hoje levam os meus filhos pela mão para que o seu caminho seja o mais feliz possível, o meu Muito Obrigada!  
18.07.20

Obrigada!

Maresia
Parabéns, amor da minha vida! Obrigada por sorrires e me fazeres sorrir todos os dias. Obrigada pelas nossas conversas deliciosas. Obrigada por me "obrigares" a dançar. Obrigada por cantarmos juntos. Obrigada pelos passeios de mãos dadas. Obrigada por me "leres" histórias para adormecer. Obrigada pelos teus beijinhos e abracinhos. Obrigada por ser a tua "mamã preferida". Obrigada por me encheres o coração com todo o teu carinho. Obrigada, meu ser mágico, pela tua luz. Amo-te muito! (...)
26.05.20

No fim.

Quando subir às estrelas...

Maresia
Quando o vento me elevar às estrelas, Chorem-me de sorriso no rosto, Lembrem-se da minha verdade, Das piadas, das bocas, da amizade sincera. Flores, girassóis e margaridas, sem fitas. Vistam-me de túnica branca, couraça romana, descalça. Toquem músicas, as minhas, do coração. Leiam poemas, os desabafos, tão meus. Declamem Sophia, Eugénio, Pablo, Pessoa e Torga. Contem as nossas histórias, alegres, aquelas de chorar a rir. Com as minhas cinzas plantem uma árvore, Quero ser raiz, (...)
22.05.20

Amar é...

a dois...

Maresia
Amar é respirar o outro, Numa falta de ar, do cheiro. É encher o peito, respirar fundo. É impregnar o corpo e alma Da essência, dos sentidos. Amar é queimar um pouco, Num desejo do toque, da pele. É abraçar o fogo, derreter em mel. É fundir o corpo e alma Com o outro, num só. Amar é entrelaçar os dedos, Numa troca de vida, de magia. É entregar a chave, abrir a janela. É abrir de corpo e alma O teu eu, o teu tesouro. Amar é perder o medo, Num ato de coragem, devaneio. É (...)
24.04.20

Eco

Maresia
No quadro preto preto Rabisquei um sonho A giz branco branco. Na estrada vazia vazia Entoei uma canção Meu peito vibrou vibrou. Na noite escura escura Procurei a tua estrela Esperança de luz luz. Aos dias negros negros Juntei um sorrisso Cheio de amor amor. E de novo a força em mim Ecoou ecoou...