Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Palavras de Areia

Partilha de sentires, emoções, aferições, estados de alma e coisas banais. Pequenas histórias de ontem, de hoje e que se sonham para o amanhã.

Palavras de Areia

Partilha de sentires, emoções, aferições, estados de alma e coisas banais. Pequenas histórias de ontem, de hoje e que se sonham para o amanhã.

14.02.19

Sem Valentim

Maresia
Amaram-se sem perceber.Na indiferença,No olhar por trocar, Nas palavras vagas.Já se traziam de outras vidas.Encontravam-se sem perceber.No pôr do sol, No luar,Nos pensamentos.Olhavam o mesmo céu estrelado... Perderam-se sem perceber. Nos medos,Nas luzes artificiais, Noutros amores.Soubessem eles a verdade. E morreriam no beijo, Se queimariam na pele,Entregariam as almas.
27.10.18

Greve, a que tanto obrigas...

Maresia
Greve, a que tanto obrigas o Estado? Ah! Não! A que tanto obrigas o povo, os portugueses. E sim, para quem ainda não percebeu, nem todos os portugueses são funcionários públicos. A realidade do privado, recibos verdes e conta própria é bem diferente. Todos somos iguais, mas só na biologia, não na democracia.Por exemplo, quando uma escola fecha, são as crianças e as suas famílias os mais prejudicados. E quando se regressa à escola, os programas curriculares são na mesma para (...)
11.10.18

Desabafo...O mundo é dos loucos

Maresia
O mundo é dos loucos, dos que devaneiam e deslumbram os outros (ditos sensatos) com as suas ideias delirantes.Que desespero temos em nós, que nos entregamos à ditadura, ao preconceito, à corrupção, às mentiras absurdas e descaradas de seres humanos endeusados pela sua insanidade?Qual a motivação para estas escolhas?Talvez, na verdade, todas opções sejam sacos cheios de ganância, mentiras e interesses, vazios de integridade, esperança e de mudança. Talvez, a identificação (...)
24.09.18

(Re)escreve-te!

Maresia
Estás a olhar para onde? Para a loucura que há em mim?Sabes, também caberia em ti.Não gostas do que digo, nem tão pouco do que sou.Então, não me olhes tanto, Não me saibas desta maneira,Não venhas viver aqui.Deixa-te ficar com o que é teu.Vira-me as costas, borrifa-te para o que faço. Não espreites à minha janela, vai ver-te em vidro espelhado.Não me dês tanta importância, Se te causo tanta estranheza. Que desconforto o teu...Sabes, a vida é cheia de tudo e, por vezes, (...)
04.07.18

Pôr do sol

Maresia
Respirar fundo e deixar entrar o ar, a paz e o que de mais belo e simples existe naquilo que nos rodeia.O dia pode ser matreiro, barulhento e inconveniente, mas o pôr do sol é sempre compreensivo, calmo e reconfortante.É o colo que nos acalma e nos renova as energias. Só nós podemos faltar ao encontro, ele está sempre lá para nós. Mais belo, mais chuvoso, mais tímido, mas nunca falha a sua metamorfose, com que fecha os nossos dias e nos oferece a lua e as estrelas, o silêncio (...)