Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Palavras de Areia ®

Partilha de sentires, emoções, aferições, estados de alma e coisas banais. Pequenas histórias de ontem, de hoje e que se sonham para o amanhã. Poemas meus e desabafos de amor e de vida.

Palavras de Areia ®

Partilha de sentires, emoções, aferições, estados de alma e coisas banais. Pequenas histórias de ontem, de hoje e que se sonham para o amanhã. Poemas meus e desabafos de amor e de vida.

25.01.20

Mãe, minha

Maresia
Na vida, vestida de Rosa, Que flor temerosa, De doce beleza. Partilhas as pétalas, Sacrificas as folhas. Segura em raízes de amor, És caule firme de mãe, Pólen mágico de avó, Fragrância leve e fresca. Mulher bondade, Moça bonita, Eterna criança. Mãe, minha.  
30.12.19

Um Novo Ano de Felicidade

O meu Caminho

Maresia
Curiosamente, termino 2019 com a publicação do centésimo post das minhas Palavras de Areia... Cem textos... desabafos, declarações de amor, recriações, contos, poemas meus... aqueles que escolhi partilhar e dar de mim e que, um dia, ficarão para além da minha existência, para os meus, para quem os quiser acolher... No silêncio da escrita imprimo os gritos da alma, a agitação do peito, as músicas da vida. No silêncio da escrita, mergulho em mim, escuto os pensamentos em (...)
18.11.19

Pela mão da minha Mãe

Viagem no tempo à Aldeia

Maresia
Hoje, a minha mãe levou-me pela mão a passear na sua aldeia natal da Trindade, em Beja. Corriam os finais dos anos 50...por aí... Percorremos as ruas, espreitámos postigos e relembrámos rostos da sua infância. Na Travessa dos Mestres, visitámos a Avó Helena, que estava a fazer alguidares de massa e a fritar filhoses, já o Avô Helena bracejava de forma ágil no seu ofício e dizia à minha mãe, que de tanto o ver fazer, qualquer dia também ela faria sapatos. Na oficina da (...)
28.09.19

O Nosso Primeiro Encontro

15 anos de amor incondicional

Maresia
Meu Francisco, Hoje, decidi imortalizar o nosso primeiro encontro na palavra escrita. Esta é também uma memória tua, para reviveres e recontares. Há 15 anos, estava pronta para te receber. Ou melhor, a rebentar para te conhecer. A tua já grandeza e superpoderes começavam ali... Confesso que receava a qualquer momento, ao mínimo toque, rebentar qual balão sob pressão. Não querias sair do aconchego e o médico, ao fim de dezenas de observações e ponderações, lá decidiu que (...)
05.05.19

O dia em que o meu coração voou

Maresia
O meu coração ganhou asas. Voa por aí com três estarolas. Acompanha-os sempre! Sobrevoando as suas cabeças, soprando-lhes beijos doces. Ser mãe é isto, descobrir uma outra dimensão. É não mais estar só, não mais ter a cabeça vazia, não mais ter todo o tempo do mundo. É dar-se em nós uma explosão de amor, que não cabe em nós. É olharmos dentro dos olhos do nosso filho e vermo-nos a nós próprias. É ser rica, muito rica. É para sempre amar e sei que para sempre amada. (...)
28.09.18

Sempre

Maresia
Já te sentia, no corpo e no coração. No coração apertado e agitado. Agitado com a tua chegada. Chegada desejada, de te ter no colo. No colo onde te prendi e me apaixonei. Apaixonei-me pelo cheiro e alma. Alma doce que me acalma. Acalma e me ensina a ser mais. Mais mãe, mais forte, mais tudo. Tudo de bom, para ti! Sempre!   Mãe      
30.08.18

Hoje um Super-Miúdo faz anos

Maresia
Parabéns, meu amor!!! (E este ano já és tu que lês...emoção, não é?!) És pura luz e encanto. (Ou seja, és lindo 😍). Obrigada pelos teus abraços maravilhosos, pela tua gargalhada, pela tua faísca. És um reguila maravilhoso, mas agora com uns incríveis 7 anos, tens de ter mais calma e diminuir as cenas de ação. Pensei mesmo em dar-te de presente um kit de primeiros socorros e carteirinhas de chá de camomila. (Verdade!) Estás um crescido e para mostrares que assim é, (...)
06.05.18

Os meus Super-heróis

Maresia
A analogia às fadas até poderia soar melhor, mas são três rapazes, três super-heróis fantásticos. E como eles próprios são fãs destas criaturas marvelescas e DC cómicas, aqui vai... O primeiro herói dei à luz há quase 14 anos. Uma miúda de 25 anos e o seu bebé enoorrrme, de 4,250 kg e 54 cm...Espantava-me que o meu ser mágico fosse o maior do berçário. Nascera crescido e lindão, a debitar charme, com direito a foto numa revista e tudo. Começava a sua missão e plantou (...)